Browsing Category

Modos de Usar

Modos de usar: Casaco

- Modos de Usar

Rugem os ventos no inverno, e eu persisto em captar as muitas frequências desse tom que, desde a raiz da minha alma, brinca de tocar-me a pele. Faz-se de abrigo e proteção, mesmo em espaço aberto. Um sobre outro acumulam-se no corpo, acordando-me para o dia de bons ou maus ventos…o que vier.

 

 

Envolva-se em simpatia e humor

Compartilhe a beleza das pequenas coisas

Sorva a quentura dos alimentos que confortam

E leia um bom livro ao som de Kaori Muraji, Concierto de Aranjuez.

Quem há que não se tente?

 

Veja em nosso pinterest mais looks inspiradores.

Modos de usar: botas

- Modos de Usar

www.trendencias.com

Amo as botas e os seus muitos modelos. Das botas de canos curtos às over-the-knee, só não vale apertar.  As de cor marrom são as minhas principais queridas. E as brancas? Já nem mais são tabus.  Enfim, são tantas  as combinações a permitir a criatividade nas variações de uso que só posso pensar no quanto as botas ajustam-se a quem sabe passar. Servem muito bem nos bons ou nos maus tempos e calham com a alma de quem manja como deixar o corpo confortável com a vida nem sempre dócil e muitas vezes pontuda. Embora sejam do chão, gostam de uma brincadeira de vez em quando: de pernas pro ar, criando asas para alcançar as alturas.

Com os passos de quem sabe com quem anda e para onde vai.

Carregando a vida nos ombros com a habilidade equilibrista de captar as vibrações presentes no ar e de pressentir as quedas riscadas no chão.

Com o prazer do hoje, somente o hoje. Nada mais que a eternidade do agora.

Marchando, mas sem perder a trilha sonora.

Veja em nosso pinterest mais looks inspiradores.

 

Acompanhe-nos em nossa redes sociais:

Facebook * Twitter * Google Plus * Pinterest

Modos de usar: Maiô

- Modos de Usar

Vogue

Eu aqui buscando ser menos sentimental em 2017, e já, de início,  falho miseravelmente na simples tarefa de falar sobre maiôs. Caí lindamente no veio do sentir, não mais resistindo a ver poesia em tudo. Como não pensar em maiôs e não ver de pronto o verde, o azul, as ondas, o mar, os pássaros, a calmaria, e o poder de tudo isso para fazer valer um dia bom?

Maiôs me lembram isso: um dia bom. Daqueles típicos de baldinhos e castelinhos de areia que decorriam na infância e nos quais experimentava a liberdade sem importar sabê-la presente.

Sou adepta dos maiôs desde a infância. Acho-os lindos. Ao definir os melhores contornos e nuances, são uma pintura no corpo da mulher.

É lindo a forma com que deixam revelar os raios de sol amanhecendo na porção de pele à mostra. Sendo, por isso, a combinação perfeita entre o natural e a elegância. A mais pura e simples cara lavada do verão.

Vestindo  o melhor dos ânimos para apreciar a vida que é a verdade em beleza.

Tendo uma vida ocupada em se sentir bem.

Com ouvido colado na canção que as areias desenham…que tal essa?

Veja mais looks de maiô na pasta especial que criamos no pinterest.

Acompanhe-nos em nossa redes sociais:

Facebook * Twitter * Google Plus