Basta-me um mínimo:

lasca de pão,

gota de leite

e, céu acima,

nuvens alvíssimas.

 Vélimir Khlebnikov (Poeta Russo)

Share: