Querido blog

Typewriter copiarJá que tudo que nasce, sente, que você se mantenha de olhos e mente aberta para abolir quaisquer escolhas que neguem a vida.

Que  não vá morar fora do seu modo de viver, ver e sentir.

Mas que a vida, com seus múltiplos sentidos, lhe interesse cada vez mais e mais.

Que saiba dar a novidade sabendo que nada do que foi será de novo do jeito que já foi um dia.

Que reconheça que tudo é instrumento do sentir e que as sensibilidades alteram o timbre, a cor, a textura, o cheiro e as feições do percebido.

Que curta os sentidos de cada dia, sentindo de leve.

Sem apressar a festa.

Pois tempo há de sobra, não tem pressa.